Se era para cuidar, tratar bem o povo, os pauferrenses escolheram a forma mais perversa para administrar a cidade

O prefeito de Pau dos Ferros, Leonardo Rêgo, começa a nova gestão gerando revolta no funcionalismo público municipal. Mas a postura do prefeito não causa nenhuma surpresa: Leonardo nunca esteve preocupado em tratar bem o povo, cuidar das pessoas.

Leonardo faz isso pensando apenas na receita, na imagem de concreto vale mais do que pessoas. Quem não lembra do episódio Bernardo Vidal? Para Leonardo, em nome da governabilidade vale tudo.

Mas a terceira gestão Leonardo bem que poderia ser menos perversa. O ex-prefeito, Fabricio Torquato, deixou desde os dias 28 e 29 de dezembro, o dinheiro depositado para que o atual pagasse aos servidores. Leonardo não fez!

E não é só: já não bastasse atrasar o pagamento, Leonardo ainda suspendeu quinquênios, 1/3 de férias, adicionais noturno e, acreditem, o 13º dos servidores.

Comentários (0)