Pau dos Ferros: Obra no açude 25 de março será constrúida por contratação direta

Idema já concedeu dispensa de licença ambiental

A crise econômica e, consequentemente, a desconfiança com o Governo Federal justifica o desinteresse de várias construtoras em assumir obras públicas.

Na cidade de Pau dos Ferros, por exemplo, a prefeitura tem um convênio com o Ministério do Turismo para a execução da primeira etapa da obra de urbanização da orla do açude 25 de março, e até agora nenhuma empresa decidiu disputar a licitação.

Já que o recurso vem direto do Governo Federal, muitas empresas temem a demora no repasse e se preocupam, assim, em assumir a obra apenas com a contrapartida da prefeitura e com recursos próprios.

Dados do Transparência Brasil confirma a não liberação de recursos ainda

Dados do Transparência Brasil confirma a não liberação de recursos ainda

Como a primeira fase da obra contempla a construção de um pórtico, o Idema concedeu dispensa de licença ambiental.

Agora a prefeitura deve realizar uma contratação direta.

Comentários (0)