Abastecimento de cidades do Seridó está temporariamente suspenso; Governo trabalha em alternativas para regularização

A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) informou que o abastecimento das cidades de Caicó, Jardim de Piranhas e São Fernando está temporariamente suspenso em função da baixa do rio Piancó/Piranhas/Açu. Para minimizar os efeitos da crise hídrica, o Governo do Estado está envidando esforços para reestabelecer o abastecimento.

Uma das alternativas para o abastecimento do Seridó era a construção da adutora de emergencial de Caicó. Mas articulações políticas promovidas pelo prefeito de Caicó, Roberto Germano e o ex-deputado Henrique Alves, junto ao ministro do PMDB Helder Barbalho fizeram com que o Ministério da Integração Nacional retirasse a obra da Caern e passasse para o Departamento Nacional de Obras de Combate as Secas (DNOCS).  Desde maio o  projeto da adutora emergencial estava pronto, aguardando apenas o repasse da Defesa Civil Nacional para ser realizado. Com a mudança na gestão, o equipamento que iria contribuir para abastecer 100 mil potiguares voltou para a estaca zero.

Diante do colapso, uma das alternativas buscadas para amenizar o problema é a perfuração de poços. A Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (SEMARH), já realizou mais trinta perfurações. Destes, conseguiu condições de exploração em 14 poços. Destes, sete  poços já foram testados e outros sete terão vazão ainda nesta semana, como alternativa para a recuperação de parte do abastecimento.

O Instituto de Gestão das Águas do RN (Igarn) também tem atuado permanentemente junto aos órgãos federais na tentativa de coibir o uso indevido da água.

ABASTECIMENTO FOI SUSPENSO POR COLAPSO DO MANANCIAL

O fornecimento de água através da Caern parou no último sábado (19) em função  do esgotamento do manancial do rio Piancó/ Piranhas/Açu, que traz água do complexo de barragens Curema/Mãe D’Água, localizado na Paraíba, e atende a adutora Manoel Torres que leva água para estas cidades.

A captação no rio ocorria na cidade de Jardim de Piranhas e, atualmente, não tem volume suficiente para bombear. A cidade de Caicó contava com outra fonte de abastecimento, que era o Açude Itans, mas, que agora se encontra seco. A Caern e o Instituto de Gestão de Águas do Rio Grande do Norte (Igarn) estão em entendimento com a Agência Nacional de Águas (ANA) para solicitar apoio no aumento da vazão da água vinda da Paraíba.

No momento, não existem outras fontes de abastecimento para se manter o fornecimento regular de água. Em situações em que não existem mananciais, as cidades são inseridas na lista de colapso e o fornecimento de água passa a ser através das defesas civis municipais, estadual e federal. Sendo assim todos os outros usos estão suspensos por Resolução da ANA, IGARN e AESA, e devem ser paralisados imediatamente, caso não ocorram, o usuário será penalizado com multas e apreensão de equipamentos.

Publicidade

Pau dos Ferros: Prefeitura consolida doação de terreno ao TJRN e recupera patrimônios municipais

A gestão “Mais Trabalho, Mais Compromisso” garantiu outra importante conquista para a população pau-ferrense. Em recepção ao presidente do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN), o desembargador Cláudio Santos, na tarde de ontem, 9, o prefeito Fabrício Torquato tratou da concretização da doação de um terreno que contribuirá para a construção de um novo fórum no município.

A ação, iniciada no ano passado e consolidada pelo Executivo junto ao governo estadual, dá o TJ uma área antes pertencente ao Departamento de Estradas e Rodagens (DER), localizada vizinho a uma extensão de terra já doada à Justiça pelo Estado.

De acordo com Fabrício, com esse ato, o Poder Público Municipal readquire o prédio onde hoje funciona o fórum, que é da prefeitura, e assegura a recuperação do terreno do antigo Ginásio de Esporte Professor João Faustino, demolido na administração anterior. Essa negociação, conforme o gestor, aconteceu de modo transparente, resultado de conversas tanto com juízes locais quanto desembargadores.

“O Tribunal de Justiça vai ter, aqui em Pau dos Ferros, um fórum de grande porte. Um prédio gigante, com dois andares, para atender a cidade e a região”, disse o prefeito, ao citar que o TJRN agora dispõe de uma área superior à recebida anteriormente.

Outro assunto discutido no encontro foi o projeto “Justiça na Praça”. Fabrício firmou a realização de mais uma edição no município, já prevista para o final deste mês, em paralelo ao programa “Justiça e Escola”.

Publicidade

Petrobras registra prejuízo de R$16,458 bi por baixas contábeis

Do Estadão Conteúdo:

A Petrobras reportou prejuízo líquido de R$ 16,458 bilhões no trimestre de julho a setembro deste ano, quatro vezes maior do que a perda de R$ 3,759 bilhões registrada no mesmo período de 2015 e reverte lucro de R$ 370 milhões no trimestre imediatamente anterior.

O prejuízo, explica a companhia no documento que acompanha o seu demonstrativo financeiro, foi puxado por um impairment de ativos e de investimentos em coligadas no valor de R$ 15,709 bilhões, “decorrente da apreciação do real e aumento da taxa de desconto, da revisão do conjunto de premissas, tais como preço de Brent e taxa de câmbio de longo prazo, e da carteira de investimentos contemplados no Plano de Negócios e Gestão 2017-2021”.

A petroleira registrou ainda um prejuízo operacional de R$ 10,032 bilhões, revertendo, assim, lucro visto no mesmo período do ano passado (R$ 6,045 bilhões) e também o lucro observado no trimestre imediatamente anterior (R$ 7,184 bilhões).

O material de divulgação referente ao terceiro trimestre de 2016 aponta que o Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado da petroleira foi de R$ 21,603 bilhões, alta de 39% em relação aos R$ 15,506 bilhões apurados entre julho e setembro de 2015 e de 6% ante os R$ 20,317 bilhões reportados no segundo trimestre deste ano.

Publicidade

Semarh firma parceria para implantar unidades de dessalinização

A Secretaria Estadual do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh) realizou, na manhã de ontem (25), em seu auditório, uma reunião para assinatura de um Termo de Cooperação Técnica com as prefeituras de Pedro Avelino, João Câmara, Macau e Santana do Matos, para a gestão compartilhada das Unidades Solares e Produtivas que serão instaladas nestes municípios, através do Programa Água Doce (PAD), e Revitalização da Unidade Produtiva de Caatinga Grande/ São José do Seridó – RN.

Participaram do evento o Secretário de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, Mairton França, o Secretário Adjunto, General Araújo Lima, os Prefeitos de São José do Seridó, Jackson Dantas, de Pedro Avelino, Ostílio Bezerra, de João Câmara, Ariosvaldo Targino, o Chefe de Gabinete de Santana do Matos, Francisco Hélio, representantes das comunidades que serão beneficiadas com os dessalinizadores e representantes do Núcleo Gestor do PAD/RN.

O adjunto da Semarh e Coordenador estadual do PAD, Araújo Lima, explica que durante o desenvolvimento do Programa, surgiu à oportunidade de ampliação do Convênio com o RN, o que levou o Ministério do Meio Ambiente a prorrogar o prazo para outubro de 2017.

“Com a ampliação, resolvemos implantar mais dois sistemas de dessalinização alimentado por energia solar e mais dois sistemas de dessalinização que utiliza a água salobra do rejeito para o cultivo de tilápia e de plantas que servem de comida para caprinos e ovinos”, disse Araújo, acrescentando: “também vamos revitalizar o Sistema de Dessalinização e Unidade Produtiva, na comunidade de Caatinga Grande, no município de São José do Seridó”.

De acordo com Mairton, o termo de cooperação é uma forma de compartilhar, com as prefeituras e as comunidades, o compromisso pela manutenção e pleno funcionamento dos Sistemas a serem implantadas pela SEMARH.

Publicidade

Em entrevista, governador detalha situação financeira e ações na Segurança

No início da tarde desta segunda-feira (24), o governador Robinson Faria deu mais detalhes sobre a situação financeira crítica enfrentada pelo Estado, durante entrevista ao jornalista Alex Viana e ao consultor Sêmio Timeni Segundo, do programa radialístico Meio Dia Cidade.

O chefe do Executivo estadual explicou, entre outros pontos, como está sendo feito o pagamento da folha salarial. Diante da crise que abala todo o país, o RN está entre os 12 estados que estão pagando a folha fora do mês ou por faixa salarial; e mais de 20 enfrentam sérias dificuldades financeiras.

“Muitos me questionam como posso estar fazendo, por exemplo, uma obra tão grande como o anel viário, como posso estar saneando toda Natal, e o Governo não consegue pagar a folha em dia. É importante esclarecer que os recursos para cada fim vêm de uma fonte especifica e não podem ser utilizados para outra finalidade. Se fossem usados, seria crime de responsabilidade”, esclareceu Faria. Segundo o governador, o Governo Federal ajudou àqueles estados que tinham grandes dívidas com a União e não está ajudando os estados com dívidas menores, caso do RN.  “

O Rio Grande do Norte é o estado que possui a menor dívida com a União e mesmo assim foi esquecido. Uma crise é enfraquecida a partir do momento que os estados se fortalecem. Ao invés de o Governo Federal fomentar toda a federação, eles governam para cinco, seis estados, e esquecem os demais, e nós estamos entre esses esquecidos”, disse.

Publicidade