Declaração de Leonardo Rêgo parecia prever recomeço

Publicidade

Quanto custa ser deputado estadual

iu76i4645i64i46Os vinte e quatro deputados estaduais eleitos no Rio Grande do Norte gastaram, juntos, mais de R$ 11 milhões. Os valores foram obtidos a partir da prestação de contas dos candidatos apresentada à Justiça Eleitoral. Se somada, a votação de todos os eleitos passa da marca de um milhão de votos. Considerando então o volume gasto, é como se na média o investimento tenha sido pouco mais de R$ 10, 70 por voto.

O deputado Kelps Lima (Solidariedade), foi quem mais gastou na campanha: R$ 785 mil reais. Já o novato Carlos Augusto Maia (PCdoB) fez a campanha mais modesta: R$ 90 mil reais.

Porém, proporcionalmente a quantidade de votos obtida, ou seja, comparando o valor gasto com os votos conquistados, os deputados Álvaro Dias (PMDB) e José Adécio (DEM) tiveram as maiores despesas por eleitor. Em média, o investimento de José Adécio foi de R$ 21 por voto. Já Carlos Augusto Maia (PTdoB) e Cristiane Dantas (PCdoB) gastaram, em média, R$ 4,50 por voto.

Veja os gastos de cada parlamentar:

Kelps Lima: R$ 785,2 mil

Ezequiel Ferreira: R$ 782,5 mil

José Adécio: R$ 749,2 mil

Márcia Maia: R$ 730,1 mil

Álvaro Dias: R$ 700 mil

Hermano Morais: R$ 692,8 mil

George Soares: R$ 659,6 mil

Gustavo Fernandes: R$ 575 mil

Getúlio Rego: R$ 552,5 mil

Albert Dickson: R$ 477,8 mil

Agnelo Alves: R$ 422,2 mil

Nelter Queiroz: R$ 466,8 mil

Gustavo Carvalho: R$ 404,5 mil

Ricardo Motta: R$ 394 mil

José Dias: R$ 392,5 mil

Galeno Torquato: R$ 385 mil

Tomba: R$ 344,8 mil

Raimundo Fernandes: R$ 333,3 mil

Jacó Jácome: R$ 303,1 mil

Manoel Souza: R$ 257,3 mil

Fernando Mineiro: R$ 227 mil

Cristiane Dantas: R$ 176,5 mil

Dison Lisboa: R$ 252,7 mil

Carlos Augusto Maia: R$ 90,7 mil

Foto

Publicidade

Mineiro mira Carlos Eduardo

1395862_863045793729977_7734071960054442640_nO deputado Fernando Mineiro PT) tomou gostou e parece ter mesmo aceitado a proposta do governador eleito Robinson Faria, que na festa da vitória lançou Mineiro à Prefeitura do Natal.
 
De olho na próxima legislatura, inclusive, com chances de ser o líder do governo na Assembleia, Mineiro agora também não perde de vista a disputa pela prefeitura da capital. Tanto é que Mineiro já girou a metralhadora em direção ao prefeito, Carlos Eduardo. Nas últimas declarações à imprensa, Mineiro não economizou nas criticas a administração Carlos Eduardo.
 
O histórico de Mineiro na capital motiva a militância. Em 2012, Mineiro surpreendeu com uma votação que levou a disputa para o segundo turno. Na eleição deste ano, o petista foi o deputado estadual mais votado em Natal.
 
Além de ser o candidato do governador, Mineiro quer manter também o perfil de um político próximo à classe jovem, a militância, e na verdade ao eleitor de maneira geral, que mesmo decepcionado com a política, quer ter papel determinante na eleição. O típico eleitor que na última eleição, por exemplo, votou em Robério Paulino.
Foto: facebook.com/mineiropt
Publicidade

Bem-vindos!

Certa vez li que para quem era curioso, inquieto, gostava de ouvir e contar histórias e se interessava pelas coisas da vida, não existia profissão mais fascinante do que a de jornalista. Mesmo sem alcançar esses “pré-requisitos” devo afirmar que a comunicação sempre me fascinou.

Após tanto protelar acredito que chegou o momento, é hora de aderir – depois do aprendizado no rádio e na TV, ao blog.

Por aqui esperem notícias, entrevistas, reportagens, opinião de tudo e de todos.

Bem-vindos e sintam-se sempre convidados a participar do blog seja com sugestões, comentários, críticas.

Publicidade