Jornalista Marcos Bezerra lança livro baseado em ataque de Lampião a Mossoró

O colega e competente jornalista Marcos Bezerra lança seu segundo livro, o “Inferno de Antônio”.

O livro é inspirado e baseado no cordel “O ataque de Mossoró ao bando de Lampião”, do poeta popular mossoroense Antônio Francisco. Com muita criatividade, ele versou sobre um concurso de música no inferno, o Canta Vem-vem, vencido pelo Rei do Cangaço, que escolheu como prêmio o retorno para se vingar da Terra da Resistência.

 O concurso virou a Mais bela voz do inferno, comandado por Dona Diaba, que vem a ser a sogra do cão, de quem ela tomou o comando das profundezas. Por aí já dá para ver como a história é inventiva.

 Inicialmente pensado como um roteiro cinematográfico, o autor foi incorporando cenários, situações, personagens – alguns reais – e diálogos, mas mantendo-se fiel à ideia central do cordel, de um bando criminoso surpreendido pela cidade moderna e caótica. O roteiro ficou adormecido durante uns bons anos até ganhar o formato atual.

 Marcos, que também é Antônio, bebe na fonte da sabedoria popular e ainda acha espaço para homenagear o poeta mor mossoroense, de quem é fã confesso. É um inferno absurdo e fantástico de dois Antônios. Divertido a maior parte do tempo e reflexivo de vez em quando, como quando o cangaceiro Jararaca se descobre um milagreiro na terra.

 Sem saber porque, Jararaca conhecia o caminho até o cemitério de São Sebastião. Lá, viu-se diante de um túmulo revestido de cerâmica, simples, mas bem cuidado. Pela quantidade de flores artificiais e pelas velas queimadas dava para perceber que era um dos mais visitados. Estava escrito, José Leite de Santana, morto em 1927. Ficou ali em contemplação silenciosa…

O Inferno de Antônio será lançado às 18h30 desta sexta-feira (27 de novembro), na Livraria Nobel da Av. Salgado Filho. 

Comentários (0)